#IDEIAS#Pare de reciclar! Comece a consertar!


O título deste post, deliciosamente polêmico, encerra o "manifesto pelo conserto", ou "Repair Manifesto", um movimento criado ontem pelos holandeses da Platform21. Veja o manifesto inteiro:

1. Faça seus produtos durarem mais!
Consertar significa a oportunidade de dar a um produto uma segunda vida. Consertar não é anticonsumo: é antidesperdício.

2. As coisas têm que ser projetadas para poderem ser consertadas
Designer de produtos: faça coisas consertáveis. Forneça informações claras sobre como consertar. Consumidor: compre coisas que você sabe que podem ser consertadas, ou descubra por que elas não existem. Seja crítico, faça perguntas.

3. Consertar não é substituir uma peça
Não estamos falando em jogar fora a parte que está quebrada, mas de realmente remendar criativamente.

4. O que não mata engorda
Toda vez que você conserta algo você acrescenta ao seu potencial, à sua história, à sua alma e à sua beleza inerente.

5. Consertar é um desafio criativo
Fazer reparos é bom para a imaginação e ensina a usar novas técnicas, ferramentas e materiais.

6. Conserto não sai de moda
Não se conserta para deixar os produtos na moda. Não há datas de validade para produtos que podem ser reparados.

7. Consertar é descobrir
Ao consertar você descobre coisas incríveis sobre como os objetos funcionam. Ou não funcionam.

8. Conserte – mesmo quando a crise acabar
Se você acha que este manifesto tem a ver com a recessão, esqueça. Não estamos falando de dinheiro, mas de mentalidade.

9. Coisas consertadas são únicas
Mesmo falsificações se tornam originais quando você as conserta.

10. Consertar é ser independente
Não seja um escravo da tecnologia – seja seu mestre.

11. Você pode consertar tudo, mesmo um saco plástico
Mas nós recomendamos arrumar uma sacola que dure mais. E, quando ela estragar, consertá-la.

Pare de reciclar! Comece a consertar!

Anúncios
12 comentários
  1. Alexandre Monassa disse:

    Cara as vezes é difícil achar boa assistência técnica. As vezes consertar sai até mais caro. e também como faço para consertar um saco plástico??

  2. Renato Sugimoto disse:

    Pois é, ultimamente a palavra da moda com relação a lixo é reciclar, e se esquecem do significado dos outros 2 dos 3R’s, que seriam reduzir e reutilizar.

  3. josé de arimatéia disse:

    Achei interesante o assunto,particularmente gosto de consertar livros,e outros objetos;para mim é importante saber que estimula a memória e a criatividade…Arrisco uma dica, a simplis troca de pintura de um objeto já prorroga sua substituição por outro novo se este está em do de conserto.Ex.:cadeiras,bicicleta,portas,móveis…

  4. josé de arimateiagonçalves andrade disse:

    achei intersante a idéia de consertar ,pelo fato de saber que estimula a memória e a criatividade.Eu paticularmente nem tinha pensado no caso, porém de vez em quando gosto de consertar alguma coisa;livros,…Vai uma dica, uma simples troca de pintura renova um objeto que poderia ser substituído por outro novo.Ex.:cadeiras,portões,portas…

  5. sandra amaral disse:

    Concordo plenamente!Sou contra o desperdício. Temos que usar da nossa criatividade e mostrar que podemos consertar e até melhorar o que foi jogado de lado. Sou fã dessa idéia ha muito tempo. ABAIXO O DESPERDÌCIO. Vamos EXIGIR produtos que possam ser consertados. Vamos valorizar também o sapateiro, a costureira e todos os profissionais do conserto. Vamos mostrar que o brasileiro é criativo, é inteligente.

  6. raquel disse:

    Denis, o que acha de falar um pouco sobre a Hora do Planeta aqui no blog? O movimento está tomando corpo. Vc aderiu?

  7. anonimo disse:

    Deixando a brincadeira de lado… Quem não tem vocação para consertar relógios ou apertar parafusos, podem começar por algo bem mais simples. Quando encontrar um clipe de papel no chão da empresa, cate e guarde para usar depois (ou vai juntando em uma caixinha). Faça o mesmo com parafusos, lápis, canetas, etc. Imprimiu errado na impressora? Não jogue o papel, use como rascunho. Encontrou uma torneira pingando no banheiro? Feche direito a torneira e, se mesmo assim continuar pingando, avise a administração. Faça o mesmo se encontrar uma privada com descarga que não para. Com tempo você aprende a trocar a bucha da torneira. Não sabe o que é bucha? Bem, então seu caso é mais grave…

  8. anonimo disse:

    Concordo com o manifesto. Desperdiçamos demais. Já estive em Cuba e, pelas razões que já sabemos (fim da URSS, bloqueio economico dos EUA, governo retrógrado, etc.), eles acabaram ficando bons no conserto, reaproveitamento e improvização das peças. É verdade que às vezes cai um avião da “Cubana de Aviación” (também voei com eles)…

  9. Edgard Moreno disse:

    Dez, gostei desse resgate, simples, na nossa frente e não enxergamos, ficamos reféns dos discursos da sustentabilidade como a reciclagem e a reutilização e esquecemos do concerto.
    Parabéns pela sacada.
    Edgard

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: