Como melhorar o mundo

Há dois jeitos de melhorar o mundo.

Um é criar regras melhores. Regulamente os mercados, bradam os especialistas! Leis mais duras! Há que se proibir que deputados roubem dinheiro!

Outro é criar incentivos melhores. Molde o mercado para ele te ajudar! Repense as políticas de bônus! Remunere quem economiza energia! Torne a política mais atraente para gente bem intencionada!

Ontem vi este vídeo espetacular do psicólogo americano Barry Schwartz (com legendas em português). É uma palestra de 20 minutos, mas cada segundo deles vale a pena, garanto. A tese básica de Barry é a seguinte: regras e incentivos são importantes, claro, mas estamos exagerando a importância deles. E é justamente por isso que o mundo está tão ruim.

Regras demais impedem que a gente pense – que a gente converse com outras pessoas e decida por nós mesmos o que é certo e o que é errado. Incentivos demais têm mais ou menos o mesmo efeito – em vez de nos preocuparmos em fazer o que é certo, nos sentimos trouxas se não fazemos o que nos traz mais vantagem.

O que precisamos não é de mais regras ou de mais incentivos. Precisamos de mais sabedoria prática. Um bom começo é procurarmos exemplos de gente sábia, gente que teve que enfrentar um problema sem saber como resolvê-lo e que conseguiu agir certo nessa hora. Precisamos divulgarmos esses exemplos, para que eles inspirem os outros. Precisamos reaprender a ter heróis.

PS: Obrigado ao Vitor Leal, do blog Quintal (ideias para um mundo melhor), por sugerir este vídeo, num post sobre meu post de ontem.

PS2: Este vídeo é uma das palestras do TED (ideias que merecem ser espalhadas), que estão todas online, às vezes com legendas em português. O TED é hoje meu lugar preferido na internet. Vale muito a pena passar tempo navegando lá em busca de inspiração. Acho sinceramente que pode mudar sua vida.

PS3: Uma fofoca: o TED, que além de ser um site é um evento (onde as palestras acontecem), está chegando ao Brasil. Aguarde notícias.

Anúncios
8 comentários
  1. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Denis
    Acrescentaria como exemplo do excelente texto de Barry Schwartz, aeromoças, todas tem um roteiro coreografado como dança rítmica para explicar sobre a segurança do vôo em qualquer aeronave do mundo elas movem os braços da mesma forma, mas até elas são obrigadas usar de sua experiência e inteligência emocional para lidar com qualquer espírito de porco que aparecer, talvez o diminuto e frágil “mundo” voador provoque esse envolvimento acontecerá uma calamidade mundial em 2012 que fará a Terra parecer um avião monomotor sem combustível em pleno ar. Nesse momento o Homem irá rever sua mentalidade egocêntrica e talvez tenhamos alguma chance. Denis vc é o melhor blogueiro da Veja!!!!!!!!!!!!!

  2. denis rb disse:

    Eita! Minha mãe me disse a mesma coisa na semana passada!

  3. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Modesto ao extremo! Parece o Barry Schwartz que teve que ser barrado na saída do palco para receber os aplausos.

  4. Biba. disse:

    Rogerio, ele realmente é muito modesto! Sempre falo a mesma coisa! Mas… valeu!!!
    A mãe.

  5. ronise disse:

    Falando em incentivos, aqui em Curitiba os supermercados Big e Mercadorama agora dão um desconto simbólico para quem utilizar sacolas de pano nas compras. Cada 5 produtos, ou cada sacola que deixa de usar, você recebe R$0,03 de desconto. É pouco, mas é alguma coisa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: