Propaganda machista

Blog de jornalista geralmente é um palavrório só – textos longuíssimos, que dão uma preguiiiiiça. (Que foi? Por que você está olhando para mim com essa cara?)

Uma exceção é o Desculpe a Poeira, direto ao ponto, muita imagem, pouca opinião, muita coisa para te mostrar. Sempre tem uma provocação lá. Por exemplo, o post sobre anúncios antigos que hoje parecem nojentamente machistas. Tipo este:

sex2

É uma propaganda de calça, A mensagem básica: use esta calça que você vai ficar tão irresistível que vai abater – sem espingarda – até uma tigresa gostosa como esta.

Fiquei pensando. Quais propagandas que hoje achamos normais serão vistas como absurdamente sem noção no futuro?

Alguma indicação, gentil leitor?

Anúncios
22 comentários
  1. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Meu Deeeeeeeeus. Live From Mars! 😆

  2. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Desculpa! Respondendo a pergunta. Qualquer comercial com o Roberto Carlos. O “Rei” ensinando vc. a escolher a margarina é anacronicamente brega. 😥

  3. marcelo vergara disse:

    Olá Denis, não sei se você vai gostar, mas….
    A minha indicação de Propagandas, absurdamente sem NOÇÃO, é a de que Jo Soares, seja um Intectual, contemporaneo, pós-modermo.
    A que tipo de cultura este nobre artista pertencerá?
    A “Sociedade do Espetáculo”?
    Só se for: FANTÁSTICO!
    Abs

  4. Souza disse:

    Propaganda de cerveja. Propaganda de dia dos namorados sem nenhum casal gay. Propaganda para crianças.

    Acho esses três tipos de propaganda esquisitas, anacrônicas e totalmente sem noção.

  5. Daniel disse:

    Propaganda política eleitoral ?

  6. Bruno de Montreal disse:

    Sim, eu acho que daqui a alguns anos vamos ver os comerciais de televisao norte-americanos feministas da mesma forma como vemos os anuncios machistas de outrora.

    Aqui no Canada ha’ um comercial de um repelente onde mostra a familia indo acampar, e o pai e’ um perfeito idiota: pisa no remo que bate em seu rosto, se queima com o chantily na ponta do espeto, e por ai afora. O personagem mais comum dos comerciais por essas terras e’ o homem-idiota. Claro que as mulheres sao sempre representadas como inteligentes, etc.

    Muda-se a linguagem e faz-se uma boa porpaganda subliminar. Acusava-se tanto o “sistema” de fazer tal coisa que agora virou a moda do politicamente correto.

  7. Polyana disse:

    Bem lembrado Souza! Propaganda de cerveja não faz o menor sentido. Quase sempre machistas e apelativas. Propaganda com apelo sentimental, que não diz nada sobre o produto, apenas tenta reduzir o propenso consumidor a um ser movido pelas emoções e desprovido de crítica e razão. As empresas de celulares adoram fazer isso. “Se vc não tiver exatamente aquele produto, não poderá ser feliz!” Putz, é patético!

  8. Jorge Tarquini disse:

    acho que serão anacrônicas as propagandas de internet, TV a cabo e outras mídias: imagine falar em velocidade ou qualidade de recepção em um mundo onde ainda nem conseguimos imaginar como será a transmissão de dados. Soará coisa da idade da pedra (assim como as de máquinas de escrever – elétricas ou não – parecem hoje. Ah, torço para que sejam anacrônicas as propagandas de carrões enormes, que ocupam espaço de dois nas ruas lotadas e poluem por três.

  9. denis rb disse:

    Em especial as de carrões enormes descaradamente associados a masculinidade, poder, status. Como aquela infeliz que mostrava uma criança envergonhada do pai porque os pais dos coleguinhas tinham um carrão…
    Agradeço a visita, Jorge, volte sempre!

  10. Marcela disse:

    Os comerciais de cerveja são absurdamente sem noção. E eu espero, sinceramente, que assim como hoje um homem pisando na cabeça da mulher tigresa não seja nada ” nice “, num futuro muito, muito próximo, um gordo bigodudo, um gago ou qualquer outra figura patética sentada na mesa do buteco com a long neck na mão não representem nem de longe a figura do homem interessante na sociedade. É impressionante como conseguem reduzir à mediocridade a figura do ser ser humano nesses comerciais para enaltecer o produto. Me sinto revoltada quando vejo a figura da mulher reduzida à uma oxigenada com pouca roupa que se contenta com a cantada tosca sem depois, é claro dispensar o gole desfecho do comercial.

  11. Jay Jay, Nigeria disse:

    Machismo ? Carrões ?

    Vejam as propagandas no Oriente Médio, principalmente nas redes de televisão do Golfo.

    Asquerosas para se dizer o mínimo.

  12. joao paulo lima disse:

    Acho que uma das propagandas mais estranhas/caricatas que vi foi a daquele leite em pó. Aquele casal feliz, de braços aberto, caminhando na praia, como se o leite proporcionasse aquilo tudo é muito engraçado. Provavelmente, no futuro, não teremos mais leite de qualidade, praias tão belas e casais com tamanha harmonia.
    Não posso deixar de mencionar a propaganda daquele hidratante corporal famoso. A apresentadora de TV, que estrelava o comercial, supostamente se besunta do produto.. é hilário! Acho que num futuro próximo nem hidratante nos salvará dos efeitos do aquecimento global.

  13. denis rb disse:

    Prá não dizerem que eu só reclamo: tem propaganda boa também. A das Havaianas (“tristeza, por favor vá embora”) é genial.

  14. cylmara disse:

    gente, aquele comercial de aparelho de barbear com 3 famosos atletas mundiais tidos como “certinhos” e que dão “boladas “num coitado do consumidor é uma AFRONTA!!!!
    MAS EU AMO AQUELE DO CACHORRO-PEIXE… QUERIA UM PRA MIM

  15. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Cylmara!
    Pode crer. Aqueles atletas que dão uma sóva nos consumidores por causa de um barbeador ninguém merece! É recente e mostra o quanto as agencias investem em imbecilidade.
    Abraço aos leitores

  16. Vitor Leal disse:

    Oi, Denis, tudo jóia?
    Este comentário não tem nada a ver com seu post, mas queria que você desse uma olhada em uma carta aberta que enviei para Alexandre de Moraes e Eduardo Jorge, cobrando uma postura imediata em relação a inexistência de estrutura cicloviária na cidade de São Paulo. Fui atropelado recentemente (o que gerou o e-mail) e, como ciclista, imagino que você se interesse pela causa. Segue o link:
    http://nossoquintal.org/2009/06/01/um-atropelamento-fortuito/

    Ab,
    Vitor

  17. Joabe S. Arruda disse:

    Essas propagandas de grandes empresas se dizendo “sustentáveis”.

  18. Igor disse:

    Boa Joabe. A da Vale dizendo que zerou sua pegada ecológica é muuuito sem noçao. Quem eles querem enganar??

  19. Jujuba disse:

    Discordo Denis,a propaganda da Havaianas é o primeiro exemplo que me veio à cabeça. Falta de contexto, caricatura da mulher-para variar-me parece, até hoje, uma propaganda de cerveja, exceto por falar em crise.
    Adorei a intervenção da Marcela, pois não é só a mulher que é ridicularizada nestas propagandas de cerveja, mas os homens que são imbecilizados. Uma propaganda de carro(em geral imbecis, com algumas adoráveis exceções)onde a mulher some do carro e ninguém existe no volante, reforçando a ideia velha e antiquada da “maria gasolina”,exemplo do que já deveria ter sido banido da tv.

  20. pamella disse:

    Eu acho um absurdo essas propaganfas machistas !!

  21. Bruna disse:

    Muito boa sua observação!

    O problema é que as pessoas estão perdendo o senso crítico, criticar qualquer coisa, principalmente quando abarca a sexualidade, é visto equivocadamente por muitos como “moralismo”. Por isso que eu acho que a tendência é piorar. Acho que, infelizmente, as pessoas daqui a uns anos irão olhar as propagandas machistas de hoje em dia e pensar “poderia ter ainda mais baixaria…”.

  22. yasmim disse:

    é uma falta de respeito com as mulheres…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: