GM: o quarto maior naufrágio da história

A esperta revista Good, da qual já falei aqui, sempre tem ideias legais de como representar visualmente assuntos complexos. Na edição mais recente, eles mostraram as maiores falências da história da economia humana (clique na imagem para ampliar).

naufragios

Quanto maior o barco, maior era o valor da empresa antes da falência. Quanto mais para baixo ele estiver, mais recente. Note como os barcos vão ficando maiores na parte de baixo da imagem (o que quer dizer que as falências foram ficando maiores nos últimos anos). A cor do barco sinaliza o ramo de atividade da empresa.

A falência da GM foi o quarto maior naufrágio da história. Os dois maiores, de longe, aconteceram no final do ano passado com grandes empresas financeiras: Lehman Brothers e Washington Mutual. O terceiro foi a gigante de telecomunicações Worldcom, afundada com a explosão da bolha da internet em 2002.

Anúncios
9 comentários
  1. Felipe Maddu disse:

    Desculpa Denis, mas é a falência do capitalismo. Os conservadores criticam tanto Marx, contudo o cara tinha um pouco de razão não é mesmo??? bom feriado

  2. Márcio disse:

    Hahahaha!!! São Paulo: 293Km de congestionamento!!! Viva!!! O apocalipse motorizado está chegando…vamos aproveitar que até 30 de junho tem IPI reduzido!

    Que se exploda a GM!!

  3. Elisa disse:

    esse infográfico é impressionante!

  4. Denisson disse:

    Vocês viram o Lula dizendo que IPI reduzido deveria ser política constante pra incentivar o consumo? Engarrafamento só aumentando 🙂

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ‘0 which is not a hashcash value.

  5. Luiz Carlos Pôrto disse:

    Oi Denis

    Deu no The Guardian. Um britânico inventou um equipamento revolucionário para aproveitar a energia das ondas. Algo extremamente simples e eficaz.

    http://www.silvaporto.com.br/blog/?p=80

    Ajude a divulgar. Se a mídia divulgar essas ideias quem sabe o Governo Federal não perceba que temos mais de 7.000 km de litoral e não investimos nada em tecnologias para aproveitamento da energia limpa das ondas.

  6. denis rb disse:

    Muito bom mesmo, Luiz Carlos. Os outros sistemas de geração de energia da maré que eu conhecia tinha o inconveniente de bloquear as ondas e, portanto, interferir nos ecossistemas. Este parece ser uma presença bem discreta no mar.

  7. Rogério de Oliveira disse:

    O que mais me impreciona nestes astronoMICOS valores, é que Lehman Brothers e Washington Mutual dizem possuir um determinado tamanho e todos em volta figem acreditar. Assim como no caso Enrol todas essas quantias são meramente virtuais, papéis que só tem valor no mundo do faz de conta. Dizem que a média entre cartões de crétido entre os americanos é de 15 ao longo da vida entao fica fácil imaginar como a economia mundial está viciada pelos juros futuros. Abraso aos leitores!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: