Ditadura brasileira apoiou golpe no Chile

Leio aqui no jornal Los Angeles Times de hoje que ontem, sábado, foram divulgados pelo instituto de pesquisa não-governamental Arquivo de Segurança Nacional documentos que mostram que o Brasil participou com destaque das articulações para o golpe militar do Chile, em 11 de setembro de 1973. O golpe resultou na morte do presidente eleito Salvador Allende e na longa ditadura de Augusto Pinochet, a mais sangrenta da América Latina do Sul, que só terminou em 1990.

Os documentos são comunicações entre representantes dos governos brasileiro e americano. Fica claro que havia um canal direto para discutir o assunto entre o general Medici, então presidente do Brasil, e o presidente conservador americano Nixon. O trecho mais revelador mostra que a oferta americana de ajuda financeira para os golpistas chilenos veio depois de Medici dizer a Nixon que os militares brasileiros estavam trabalhando junto com os chilenos, e que ele acreditava nas chances de sucesso do golpe.

O golpe já ficou no passado, claro. Pinochet já morreu, assim como Nixon e todos os ditadores militares brasileiros (dos personagens citados nos documentos, um continua vivo: o então secretário de Estado americano Henry Kissinger, tido como o maestro da Guerra Fria americana). Mas, ainda que a divulgação venha tarde demais para ter consequências, acho notável que documentos desse tipo continuem aparecendo, jogando luz sobre a história. Um mérito há que se reconhecer na democracia americana: há uma clareza de que o país é maior do que o presidente. Tanto é assim que documentos são preservados e tornados públicos ao longo das décadas, por mais incômodos que eles sejam (uma das tantas atrocidades de W. Bush como presidente foi tentar emperrar esse processo, num de seus esforços para reduzir a transparência do governo).

Não se vê documentos desse tipo aparecendo aqui no Brasil. Talvez seja pela nossa tendência à informalidade, a não registrar as coisas. Talvez seja pelo nosso espírito menos metódico, menos organizado. Talvez seja pelos poderes meio imperiais do nosso presidente, que provavelmente tem muito mais margem de manobra para mandar destruir papéis importantes do que os americanos.

Anúncios
63 comentários
  1. Mario Borges disse:

    O Chile é hoje o melhor país do America do Sul, qual foi o motivo para que isto acontecesse??? o exercito Chileno tomou as redeas do Governo, acabou com a corrupção, fez investimentos na infra-estrutura do País, toda a imprensa sabe disto e não falam sobre este assunto. No Brasil é o contrário, roubos na Petrobrás, mensaleiros para votar com o executivo, cartões corporativos, etc.etc. , todo o santo dia temos uma nova denuncia de corrpção no governo do sr. Luiiz 51, vulgo, Lula. , quanto já gastamos em propaganda com o projeto PAC ???? exemplo… o Banco do Povo tinha um capital de 150 millões e gastou 200 milhões em propagandas….pode???

  2. André disse:

    “O golpe resultou na morte do presidente eleito Salvador Allende e na longa ditadura de Augusto Pinochet, a mais sangrenta da América Latina, que só terminou em 1990.”

    Que o governo brasileiro apoiou o Pinochet isso todo mundo já sabia. Agora dizer que o a ditadura Pinichet foi a mais sangrenta da America Latina parece um erro. Foi talvez a mais sangrenta da America do Sul. Da America Latina, a ditadura de Cuba é a mais sangrenta disparado, e ainda não terminou….

  3. Márcio disse:

    Hei Mário Borges! Esqueceu de um dos maiores feitos do Governo Militar Chileno! As centenas, se não milhares, de pessoas mortas, perseguidas e desaparecidas! A fina flor do terrorismo de estado! Muito eficiente esses militares viu!! É isso aí!!

  4. carlos disse:

    aqui não temos saúde, escola, segurança e morremm milhares. dinheiro existe, ele é doado aos paises vizinhos e roubado dos cofres publicos pelos politicos de plantão, tanto dedireita como de esquerda. o resto éconversa mole.

  5. Celso Soares disse:

    A revolução mais sangrenta da América Latina deve ser atribuída a Fidel Castro. Sem dúvida, foi muito violente. A ditadura imposta em Cuba continua fazendo vítimas. Aliás, é bom lembrar a violência é prática comum nos sistemas comunistas. Veja o que acontece atualmente na Coréia do Norte e na época de Joseph Stalin, na Rússia. Penso que Stalin superou em muito Adolph Hitler e os historiadores quase só mencionam as barbaridades praticas pelo nazismo.

  6. JOAQUINA disse:

    Não que aqui criar polêmica, mas o Chile é hoje devido a visão de administrador do Ditador Augusto Pinochet, pois o governo democratico que se instalou no Chile após a queda de Pinochet, colhe os frutos até hoje, com uma diferença da Demoracia instalada no Brasil a aprtir de 1985, com a Pseudo democracia de José Sarney, No Chile eles tiveram a capacidade de dar continuidade ao que foi deixado pelo Ditador Pinichet. Ao nverso de nosso país, que não conseguiram nem realizar manutençao nas rodovias deixadas pela nossa ditadura, que se apegam ao extrativismo puo, no caso da Petrobras, que é uma das melhore empresas do mundo no setor de petróleo, e olhem que é a melhor mesmo, pois os nossos políticos a pilham todos os dias, e ela continua em pé, firme, mesmo sendo sangrada. Outra empres, esta 100% feita pelo militares da Ditadura, é a nossa Itaipu, que os mesmos moldes de sangria de seus cofres, como a da Petrobras, sangra, mas não sabemos o quanto, pois não existem mecanismos para verificarmos quanto, pois não segue as regras de auditoria das empresas estatais brasileiras por ser uma emprea mltinacionais. Se estas duas empresas consiguirem no final da gestão do PT e dos politicos coronelistas (digo) Sarneys, Collors e Reanans. Só tenho uma coisa a declarar “Deus é BOM”.

  7. Lara disse:

    O mais interessante é que a amizade entre os patrícios e os hermanos parece acontecer exclusivamente quando os interesses em questão refletem traquinagens políticas e militares!

    O que é o Mercosul, senão uma roda “pizzaiolla” dos scarfaces emergentes?

    A amazonia, por exemplo, metade dos países sul-americanos entre eles 3 participantes do Mercosul, mas a responsabilidade parece ser só nossa. Mas quando as olígarquias latinas precisam de uma forcinha para subir no brinquedinho do poder, aí sim, é um jantar de negócios com os colegas de trabalho….

    Augusto Pinochet + Médci =Lula + Chaves?
    …………………………………………………………………………………………………….

  8. leo disse:

    Pinochet: 1500 mortos aproximadamente, segundo o informe feito em 1992 no governo de Patricio Alwayn, algumas fontes inventam 4 mil.

    Fidel Castro: mais de 80mil mortos.

    E aí, qual matou mais?

    A propósito: tenho plena convicção de não é crime matar comunistas. É questão de higiene.

  9. Carolina disse:

    Até ontem você escrevia uma coluna ridícula em “outra” revista, e agora vem aqui querendo falar algo sobre política? Volta a fazer o que fazia antes ou não faz nada, sinceramente, não deu.

  10. Marcio disse:

    Gente, perai, ditadura no Brasil, voces estão equivocados, nós tivemos um governo militar até 1985.
    Ditadura nós estamos tendo agora, veja porque:
    – não temos segurança, a bandidagem está a solta e fazem o que querem, pois eles tem os direitos humanos, nós não.
    – Os nossos políticos roubam bilhões dos cofres públicos, e se quer são indiciados por crimes contra a economia pública.
    – Pagamos os maiores impostos do mundo, e ninguém faz nada.
    – Temos milhares de brasileiros vivendo a baixo da linha da pobreza e noooossos políticos “emprestam” dinheiro ao FMI ( o cúmulo).
    – Em nossas capitais, morrem mais brasileiros por assassinatos por dia, do que na guerra do Iraque.
    – Nossa educação pública é uma das piores do mundo.
    – Saúde Pública, não preciso dizer nada.
    – Transportes de massa….comédia, enquanto paises desenvolvidos investem em trens e metrôs, nós aceitamos o que os empresário querem, passagens coletivas caras, serviços precário,…, etc…
    – É, realmente estamos vivendo na ditadura pois até o nosso direito de ir e vir, perdemos. Perdemos? – desculpe, se não pagarmos os vários pedágios existentes nas rodovias federais não podemos passar. Realmente não perdemos, temos que pagar para tê-los. E isso, é democracia?

    Brasil um Pais de todos, que podem PAGAR.

  11. Márcio disse:

    Pelo amor de Deus!!

    A gironda está solta aqui hein Denis!! A direita burra e fascista diga-se de passagem, não àquela que dá pra conversar!!

    Depois dessa do Léo: “A propósito: tenho plena convicção de não é crime matar comunistas. É questão de higiene.”, resta-me ignorar a discussão.

    Patético…

  12. Márcio disse:

    A propósito, tem dois “Márcios” aqui…por favor, não confudir…

    Tá doido, isso aqui já esteve melhor

  13. Vitor disse:

    Em outras notícias: A água é molhada.

  14. denis rb disse:

    Troquei “América Latina” por América do Sul, que era minha intenção quando escrevi o post. Meu engano deu margem a mais uma ridícula discussão – uns louvando Fidel, uns dizendo que Pinochet era um sujeito bacanão. Já disse e volto a repetir: nenhum dos dois joga no meu time. Este blog não aceita a patética divisão do Universo entre direita e esquerda. Se você quer muito entrar nessa discussão (defender ditadores psicopatas e outras bobagens), tenho certeza de que não será difícil encontrar um outro blog no qual esse tipo de comentário se encaixa.

  15. denis rb disse:

    Carolina,
    Não sei se você sabe, mas você não é obrigada a ler o que eu escrevo, ok? Quer ler outra coisa, fique à vontade, a porta de saída é serventia da casa.

  16. #42 disse:

    Não apóio a ditadura chilena, assim como nenhuma outra ditadura mas qualquer um é obrigado a reconecer seus méritos (afinal mesmo sendo pequeno o chile é um país poderosíssimo!)… quem dera a ditadura brasileira tivesse sido tão eficiente quanto a chilena, do ponto d vista é claro d ter levado o país ao progresso… Mas esse é o lado bom dos americanos. Por mais defeitos q eles tenham ainda é preciso reconhecer q a democracia americana funciona! Ao contrário d um certo pais aqui da américa latina…
    ps.: Lenham corretamente o texto e perceberão q o Denis riscou a palavra LATINA!

  17. denis rb disse:

    Risquei sim, #42, para sair dessa discussão, e porque minha intenção original era escrever América do Sul. Não tenho dúvidas de que nenhum outro general sul-americano chegou aos pés de Pinochet no que se refere à carnificina. Mas realmente Fidel está à sua altura, não dá para negar.

  18. Brasileiro no Canada disse:

    Imagine se o Allende tivesse ficado no poder. O Chile seria mais uma Cuba da vida, e o Allende estaria apodrecendo no poder ate’ hoje. Nao que Pinochet prestasse, mas os comunistas sao perigosos e devem ser combatidos, sim senhor. Se eles vencem, eles matam os que se opoem. Incluindo blogueiros alternativos – esses estao no topo da lista negra do comunismo.

  19. jorji disse:

    O que mais importa é que o comunismo não triunfou na America do Sul, menos ruim foi a ditadura militar no continente, e como disse o Mario Borges, o Allende é o principal responsável pelo que o Chile é hoje. Em relação aos mortos, na disputa pelo poder se mata, assim é com os humanos e com quase todas as espécies de seres vivos. Bem ou mal não importa, os EUA foram os principais responsáveis na implantação da ditadura militar no nosso continente, o mundo seria pior se os americanos sucumbissem dianta da antiga União Soviética, inclusive foi melhor para a própria Russia, que hoje é democrático, tudo tem tempo certo para que os fatos aconteçam, se hoje no Brasil temos um padrão de vida melhor, devemos aos EUA e os países ricos aliados dos americanos.

  20. Jefferson disse:

    Os que estão elogiando a ditadura e preferindo ela ao que temos hoje ignora que:

    1) Eles são representantes nossos, uma parte com certeza se apoiou no “voto analfabeto”, como os que se esquivam costumam dizer, mas uma boa parte dos políticos são representes nossos MESMO.

    2) A ditadura militar no brasil foi um dos piores períodos políticos e sociais. Quem vê o que o brasil era antes da ditadura e viveu ela, pode te confirmar com certeza. Que tal conversarem com seus avós e pais sobre isso?

    ———–

    É muito interessante isso, de revelar os piores movimentos da guerra fria e mandar luz em cima desses esquemas. Se conseguirem utilizar isso para evitar os mesmos erros, está ótimo, mas duvido que alguém tenha interesse no que a “história”, aquela matéria chata do colégio, tem a dizer.

  21. Juca disse:

    Enche o saco essa história de contabilidade de sanguinolência.
    Parece que ninguem aqui sabe o que é ditadura. Qualquer um de voces pode muito bem escrever o que quer aqui. Ninguem vai bater na sua porta, derrubar a sua porta à noite pra te pedir satisfação sobre o que voce pensa ou diz.
    Gostaria de saber se: a) pelo menos um desses que defendem Pinochet gostaria de ser preso “apenas para averiguações” pela policia dele; b) pelo menos um desses que defendem Fidel gostaria de ser preso “apenas para averiguações” pela policia dele.
    Ditadura é ditadura, de esquerda, de direita ou religiosa.
    Golpe militar é golpe militar.
    Democracia é democracia.

  22. denis rb disse:

    Pronto, resumiu tudo, Juca.

  23. Jmendes disse:

    . Os números totais do morticínio cubano, reunidos ao longo de vinte anos de pesquisas pelo economista Armando M. Lago, presidente da Câmara Ibero-Americana de Comércio e consultor do Stanford Research Institute, são os seguintes: Fuzilados: 5.621. Assassinados extrajudicialmente: 1.163. Presos políticos mortos no cárcere por maus-tratos, falta de assistência médica ou causas naturais: 1.081. Guerrilheiros anticastristas mortos em combate: 1.258. Soldados cubanos mortos em missões no exterior: 14.160. Mortos ou desaparecidos em tentativas de fuga do país: 77.824. Civis mortos em ataques químicos em Mavinga, Angola: 5.000. Guerrilheiros da Unita mortos em combate contra tropas cubanas: 9.380. Total: 115.127 (não inclui mortes causadas por atividades subversivas no exterior, como por exemplo as vítimas do terrorismo brasileiro subsidiado pelo governo cubano).

    Retirado do texto “a nova era das ditaduras” de Olavo de Carvalho

    Do Fidel ninguém fala mal… já o Pinochet, coitado…

  24. Jmendes disse:

    “Como dizia Jean Rostand, biólogo francês: “quem mata um é assassino, quem mata milhões e conquistador, quem mata todos é deus”. A questão parece ser de dígitos. Matar algo em torno a três quatro dígitos não rende culto. Os militares brasileiros só mataram 300. São uns assassinos. Castro chegou aos cinco dígitos. Líder Máximo. Pol Pot conseguiu seis dígitos. Herói. Stalin e Mao alcançaram os oitos dígitos. Divinos.”

    Janer Cristaldo

  25. jorji disse:

    O Brasil antes da ditadura era paupérrimo, paupérrimo, miserável, um país de analfabetos, meus avós e meus pais sempre me disseram, o quanto era dura a vida deles, moravam em casebre de madeira sem forro, sem água encanada, o banheiro era uma casinha( privada), ruas sem asfalto, toda a vizinhança vivia em condições sub-humanas, fogão à lenha, sem energia elétrica, sem papel higiênico, mal conseguiam comprar um sapato decente, muitas vezes não tinham o que comer, a minha infância foi um pouco melhor, mas me lembro de tirar a água do poço, sem energia elétrica, só tinha lampião, hoje em Maringá a casa dos pobres é feito de laje, tem bwc, asfalto, esgoto , energia elétrica, água encanada, muitos tem uma motocicleta, hoje eu moro em casa grande e confortável, meus pais e avós diziam que a época da ditadura foi muito melhor que os anos 40, 50, bem como hoje é bem melhor que os tempos da ditadura, passo a passo o Brasil está melhorando.

  26. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Pra mim o melhor argumento foi o de JORJI!

    Os Bolcheviques preguiçosos de plantão ñ esqueçam que a opção era pior ainda ok?

  27. Paulo disse:

    Denis, parabéns pela coragem de publicar um texto desse sabendo que esse bando de hipócritas vai te crucificar!!
    Mas sabe que é até engraçado ler tanta besteira, do tipo “o exercito Chileno acabou com a corrupção” ou essas comparações sobre quem matou mais… patético. Acredito que quem escreve essas besteiras deve ter uns 12 anos… bom, pelo menos a idade mental é essa com certeza!

    Abs

  28. Marco Gaúcho disse:

    E o Brasil tinha mais é que apoiar mesmo !! Cuba na época recebia 6 bilhões de dólares anuais da extinta-falida URSS, para treinar guerrilheiros e “revolucionários” pelo mundo afora, e principalmente na América Latina. Quiseram, tentaram fazer o mesmo aqui no Brasil mas se deram mal. A ditadura no Chile foi sangrenta sim, mas aí é uma questão deles, por motivos deles. A nossa ditadura não chegou nem perto da violência que houve no Chile, na Argentina, por exemplo. Mesmo assim, recompensamos régiamente os assaltantes de bancos, marginais, assassinos e ladrões da época, que se infiltraram no meio de poucos bem intencionados idealistas. Recompensamos com polpudas indenizações e pensões vitalícias aquele tipo de gente. Muitos hoje posam de bons cidadãos, de injustiçados, quando na verdade fizeram um ótimo investimento…às nossas custas…às custas do povo que eles diziam tanto amar…pobre América Latina com líderes desse tipo…

  29. Danielle disse:

    A gente so nao pode esquecer que o governo anterior nao primou pela transparencia na liberacao aos registros publicos, com o decreto 4553 no final de seu governo. Por que isso? Nao temos direito de saber o que aconteceu na ditadura de Vargas, ou na ditadura militar? Quais os interesses por tras disso?

  30. denis rb disse:

    Obrigado, Danielle – por fazer um comentário q tem a ver com o post. Em vez de votar na eleição de “qual é meu ditador favorito”.

  31. RODRIGUES DE FREITAS disse:

    Será que alguém sabe o que é uma ditadura marxista? Será que alguem lembra que ela já deixou de existir na própia Rússia quem primeiro a institui, e nos países do leste Europeu? Será que alquem sabe que hoje só dois países cultuam o marxismo, Cuba e Coreia do Norte, onde as pessoas vivem na miséria, afastadas de qualquer evolução tecnológica ou social, comandadas como fossem robôs por um grupo que decide o que devem ou não devem comer, pensar, falar, ler etc… Nós, como outros países da Améria Latina, pagamos com uma ditadura militar de direita que de serta forma nos oprimeiu, mas muito pior seria se em sessenta e quatro a esquerda tivesse conseguido tomar o governo como na época tentava fazer e implantasse um regime comunista em nossa Pátria. Hoje não se conta o que na verdade aconteceu em 1964. Nem mesmo que grupos lutavam na clandestinidade, não contra o regime militar mas sim com o velho sonho de implantar aqui o marxismo, que onde dominou , matou milhões, destrui culturas oprimiu de todas as maneiras… Hoje, em nosso país, o que vemos e nos transformos em uma República Sindicalista de Esquerda, com a corrupção instalada em todas as esferas do Governo, com o aparelhamento de estatais, destruição das estruturas por incapacidade de gerenciamento ou por desonestidade… E que Deus tenha pena de nós…

  32. Bruno de Montreal disse:

    Entao estamos votando em “qual é meu ditador favorito”?

    Ora, nao foi o blogueiro que disse:

    “…na longa ditadura de Augusto Pinochet, a mais sangrenta da América Latina do Sul, que só terminou em 1990.”

    ORA, FOI O PROPRIO BLOGUEIRO QUE COMECOU A FALAR DE DITADORES, NAO SOMENTE DE DOCUMENTOS. ADEMAIS, OS DOCUMENTOS FALAM DO QUE? RECEITAS DE BOLO? OU DE DITADURAS?

    Estamos afirmando ao blogueiro que a ditadura de Fidel e’ muito mais sanguinaria do que foi a de Pinochet. E o que ele respondeu?

    “Obrigado, Danielle – por fazer um comentário q tem a ver com o post. Em vez de votar na eleição de “qual é meu ditador favorito”.”

    Ele gosta de dizer que nao existe esquerda e direita. E’ PORQUE ELE E’ DE ESQUERDA.

    O DITADOR FAVORITO DELE E’ O FIDEL. VOTO COMPUTADO, DENIS.

  33. Bruno de Montreal disse:

    Vamos ver o que o blogueiro escreveu:

    “Fica claro que havia um canal direto para discutir o assunto entre o general Medici, então presidente do Brasil, e o presidente CONSERVADOR americano Nixon.”

    “…a oferta americana de ajuda financeira para os GOLPISTAS chilenos…”

    “…secretário de Estado americano Henry Kissinger, tido como o MAESTRO da Guerra Fria americana”

    “Um mérito HA QUE SE RECONHECER na democracia americana: há uma clareza de que o país é maior do que o presidente.”

    Ha’ outras passagens no texto em que o blogueiro refere-se `a ditadores. Veja que o Kissinger era o maestro da guerra fria americana… Eu pensei que a guerra fria era entre a Uniao Sovietica e os EUA MAIS seus aliados. Mas para o blogueiro a guerra fria era AMERICANA.
    Mas o melhor e’ quando ele afirma que ha’ um merito que deve ser reconhecido na democracia americana. PUXA! QUANTA CONDESCENDENCIA, NAO E’ MESMO?
    Nao haveria mais nada de bom na democracia americana? E O QUE HA’ DE RUIM NA DEMOCRACIA AMERICANA? Democracia demais, talvez?
    Veja que ha’ adjetivos para Kissinger, para a Guerra Fria “americana”, para a direita chilena, para Nixon… Mas se mostramos ao blogueiro que existem CANALHAS muito piores do que Pinochet, entao so’ pode ser coisa de adoradores de ditadores.

    A ESQUERDA FAZ ISSO MESMO: DEMONIZA QUEM TEM PONTOS DE VISTA DIFERENTES.

  34. denis rb disse:

    Ah, meu deus
    Bruno de Montreal, escrevi “maestro da Guerra Fria americana” porque não seria justo atribuir a Kissinger a maestria da Guerra Fria inteira, já que havia dois lados na história. Havia outros maestros do lado soviético. Calma, não veja conspiração em tudo.
    Quanto aos militares chilenos serem golpistas… Caramba, não tem discussão nenhuma aí, tem? Eles fizeram um golpe, eram golpistas. E quanto a Nixon ter sido conservador. Poxa, há dúvidas quanto a isso?
    Enfim, não estou demonizando ninguém. Fiz um post para louvar o caráter transparente da democracia americana, país que adoro e de onde vos escrevo.
    O resto é sua imaginação.

  35. Milene. disse:

    Bruno vc está querendo bancar engraçadinho, né? Não pode estar falando sério, pelo amor de Deus!!!

  36. Danielle disse:

    Caramba, Denis, santa paciencia para ler todas as mensagens, nao consegui, senti meu cerebro regredir pra perto do pre-primario. Me dei ao trabalho de achar a porcaria do decreto que o FHC assinou na vespera de sair, tornando completamente opaco quando e o que veremos dos documentos historicos a respeito da nacao, enquanto o pessoal fica brincando de “meu ditador eh melhor que o seu, nhenhe!”. Enquanto isso, nos EUA (e tambem na Argentina e no Chile, que investigacoes e julgamentos a respeito de suas respectivas ditaduras que realmente foram e estao sendo exemplares), o bicho-papao imperialista, o espanta-nene, o chupa-cabra, estao abrindo os documentos para que se saiba da historia, 30 e poucos anos depois. Nos nao sabemos nem o que aconteceu na Revolucao Constitucionalista! Quantos sabem que somos a unica cidade na America do Sul que foi bombardeada por aviao? Pois eh, o governo federal, em 32, bombardeou a cidade, matando gente que estava indo pro trabalho na Lapa, por exemplo. Imagina quantas coisas mais estao escondidas por causa do decreto do FHC? Justo ele, um intelectual, que se dizia favoravel a imprensa livre, pesquisa academica livre, entre outras bravatas, porque com esse decreto so posso concluir que a defesa desses pontos sao pura bravata. Foco gente, foco.

  37. Felipe Maddu disse:

    O problema daqui é que a oposição quer apagar a história, acha que foi Ditabranda né e Lula, provavelmente, têm medo dos malditos milícos. Sobraria a justiça, mas quem tá lá, Gilmar Mendes. Sem chance.

  38. Felipe Maddu disse:

    Eu só ia comentar uma vez Denis, mas nessa guerrinha de quem matou mais, comunistas ou fascistas eu tenho que entrar. Só o enola gay matou uns 100 mil, na “democracia” estadunidense, então é bom fechar a matraca papagaios mainardianos!

  39. Felipe Maddu disse:

    Aqui tá ruim mesmo a coisa, J mendes citou Olavo de Carvalho,péssimo.

  40. Rogério de Oliveira Soares disse:

    CARO FELIPE:

    O que aconteceu com seu corretor ortográfico? Leia o q escreveu:

    ”O problema daqui é que a oposição quer apagar a história, acha que foi Ditabranda né e Lula, provavelmente, têm medo dos malditos milícos. Sobraria a justiça, mas quem tá lá, Gilmar Mendes. Sem chance”

    O problema daqui é que né e Lula, milícos.
    Que vc. tem problemas em se expressar todos aqui já sabem, mas por favor né? No entanto fico feliz de ver que está do lado errado da questão rss. Isso mesmo! Petralha tsts.

    Abraço aos leitores e elogio aos 90% q responderam aqui realmente antiamericanismo está por fora.

  41. Rogério de Oliveira Soares disse:

    q responderam aqui

    é homenagem ao excelente Felipe Maddu hehe

  42. #42 disse:

    Denis não presta falar nada sobre a época da ditadura! NADA mesmo! Se vc fala: “Em 1964 minha mãe tinha um cachorrinho”… pronto! Uns vão falar:
    – O cachorrinho na falta de crianças, foi devorado pelos comunistas devoradores d criancinhas!
    e outros vão dizer:
    – O cachorrinho foi vendido pro McDonalds fazer hamburguer pelos malditos capitalistas sem coração!
    Aqui na América latina o que predomina ainda é aquela velha visão ultrapassada! E nós temos os militantes mais sem noção d todos!

  43. Felipe Maddu disse:

    Rogério, você não têm moral, digamos, “ortográfica”. Basta observar comentários seus em outros posts, dá pra enumerar um monte de erros gramaticais. Se você não entendeu meu argumento, eu explico. A oposição, nem a situação e nem a (in)justiça brasileira querem divulgar os documentos da ditadura militar. Meu linguajar é, às vezes exagerado, mas é porque a ignorância e o fanatismo me deixam nervoso. E o pior é que a ignorância parte de pessoas com estudo, dinheiro e qualidade de vida.
    Outra coisa, é impossível eu ser antiamericano, pois eu sou americano com muito orgulho(vivo no continente americano). Eu posso ser anti-estadunidense, contudo também não sou. Só explicitei o óbvio, APENAS uma bomba matou mais. Teve a outra bomba, teve a sangrenta guerra da Coreia, Vietnã etc etc Ora, se é uma democracia pra que tanto sangue???? Pra que gastar bilhões em armamentos????
    Não gosto é dos governantes estadunidenses, como também não gosto dos daqui, aliás não gosto de Estado, patriotismo, barreiras, hinos, exércitos, usinas nucleares…Além disso estou ouvindo uma belíssima banda do EUA, libertária, anti pensamento único, pró progressismo, rockkk!!!

  44. Juca disse:

    Denis,
    Pra escapar da armadilha do concurso “oscar dos ditadores”, e tentando me ater ao seu post específico, é realmente bastante curioso que nenhum governante brasileiro se disponha a abrir os arquivos da ditadura.

    Deve ser alguma coisa tão feia, mas tão feia, que quando chegam e olham dizem “não posso deixar o povo ver essa feiura”.
    Ou então… ninguém documentava nada e ficam com medo de abrir os arquivos e ninguém acreditar que não tem nada la dentro.
    De todo modo, coisa boa não é.

  45. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Enfim Denis.

    Percebemos que 95% dos que responderam aqui são contrários a essa moral antiamericana, o meu ditador ñ pode ser pior que ou seu ou vice versa. Agora convenhamos, ninguém mais acredita nesta preguiçosa contraposição socialista proposta pela imatura minoria que opiniou aqui.

    Felipe
    Eu gosto de vc. mas lamentavelmente suas posições e agressões aos leitores do Blog mostram por q existe tanto universitário desempregado nos dias de hoje, parecem ñ aprender nada na faculdade.

    AMEI TEXTO DO JORJI E Bruno de Montreal E D OUTROS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  46. Pedro Paulo disse:

    A Veja também apoiou.

  47. Felipe Maddu disse:

    Acho que só Denis me entende, Help me Denis. Criticar a indústria armamentista estadunidense, do pensamento medieval, altamente contrastante em relação às liberdades adquiridas desde muito tempo atrás, não quer dizer que sou anti-USA. Dou muito valor aos valores universais estadunidenses, muito influenciados pela rev. francesa. Não sou contra os estadunidenses. é difícil entender? Por isso é contraproducente ficar quantificando quem matou mais. Até porque o capitalismo global é injusto, assimétrico e concentrador de renda, não percebemos o quanto ele é cruel. Por que? Porque estamos bem, não vivemos com um dólar por dia como muitos de Bangladesh, Somália, inclusive no Brasil. Agora, nesse instante, tá morrendo um jovem de periferia por arma de fogo, uma criança do Chade tá morrendo agora, outra, outra e mais outra. Até quando?
    E é bom eu falar isso aqui que têm tudo a ver com o blog.
    Ps Rogerio esqueci de dizer, não sou nem petralha nem tucanalha, já não disse que não gosto de Estado po, sou à favor da auto-gestão.

  48. Rogério de Oliveira Soares disse:

    Então tá certo Felipe e me perdoa as palavras. Vc. é inteligente e sagaz e ñ estou ironizando falo sério ok ABRAÇO!

  49. Marcio MM disse:

    Caro Denis, realmente houveram muitos mortos durante as Ditaduras Militares, tanto no Brasil como nos demais Países. Entretanto, se analisarmos o contexto histórico, todas aconteceram “ao mesmo tempo”, não achas curioso ? – Mas a única que teve cunho social, foi a Ditadura de Fidel em Cuba, ele apenas queria o melhor para seu Povo quando depôs o Presidente Batista do governo, Batista era corrupto e aliado dos EUA, aceitando todos os tipos de imposições Americanas que levavam o povo cubano a viver da prostituição e serviços escravos, assim como o nosso Lula que aceita tudo e inclusive, deixa instalar uma Base Americana em nossa Amazônia. Você sabia que existem Militares baseados na nossa floresta?
    Cuba hoje, não está melhor devido às sanções políticas impostas pelo governo Ditador dos EUA, Ditador sim, pos os Estados Unidos, no seu País, é democrático, para os demais, é pura ditadura militar imposta pela Magnífica Força Naval que possuem.
    Hoje, os EUA podem ser comparados a Roma, durante as guerras de conquistas de territórios. Veja todo o Apogeu Romano e sua queda, simplesmente em períodos diferentes, e vocês falando em ditadura militar no país dos outros.

  50. Mario Arone disse:

    Caro Denis,

    É bem normal ditaduras apoiarem outras ditaduras, exemplo disso é a atual posição do Brasil em apoio incondicional à Fidel e Raul em Cuba, à Chávez na Venezuela, à Correia no Equador, à Ortega na Nicaragua, Evo na Bolivia. Todas ex-democracias à caminho da ditadura. Pode-se negar isso?

    Mario Arone

  51. Mario Arone disse:

    Não havia lido o comentário do Marcio MM. O cara é um fanfarrão !!! Militares americanos dentro do Brasil, só se forem para receberem instruções de guerra na Selva, comum pois se trata de nação amiga e cooperação nesse sentido existe, tanto é verdade que temos militares sendo treinados em West Point. Seu maluco deixe de acreditar em estorinhas de Internet, na Amazônia Brasileira, apesar da falta de recursos nossos soldados são quem mandam e todos os pelotões são formados por índios, homens treinados para matar e morrer dentro da selva, e matar sem muitos recursos somente com a tática de guerra na Selva, aliás a melhor do mundo.

  52. Alfredo disse:

    Vejam que engraçado. O colunista ataca o americanismo que derrubou os comunistas. Poucas linhas depois, defende os americanos – “Um mérito há que se reconhecer na democracia americana”…
    É chutar cachorro morto falar de documentos sobre a aliança dos EUA com as ditaduras. Inovador – e sustentável – seria mostrar a importância da ação americana para evitar catástrofes comunistas por aqui.

  53. denis rb disse:

    Presta atenção, Alfredo
    O post não é sobre o apoio americano ao golpe chileno, pq isso é notícia velha. É sobre o apoio brasileiro, aí sim notícia nova. E é, acima de tudo, sobre os méritos da democracia americana de tornar os documentos públicos.

    Pessoal, custa muito prestar atenção no que lê antes de começar a reclamar?

  54. Felipe Maddu disse:

    Desculpa Mario, o único lugar que disse que há ditadura é em Cuba. Aqui não há ditadura. APosto que é daqueles que acha que não houve golpe em Honduras ou que em 1964 houve uma revolução. Que balela!

  55. Manu disse:

    Denis Russo
    A chamada da sua coluna é tão absurda que me fez ler, pela primeira e última vez , o amontoado de leviandades e besteiras que voce escreve. O que sabe sobre ditadura ou ciência política?Nunca tinha ouvido falar em voce, pensei que fosse músico.

  56. Green Obama disse:

    Querido denis,

    Então só há um mérito na democracia americana que nós devemos reconhecer, unzinho? Sobre a tentativa do monstro Bush de calar esse altivo e solitário mérito da democracia yankee, você poderia nos elucidar qual foi a proposta enviada ao congresso?

  57. #42 disse:

    Denis poste logo outra coisa! Já está muito irritante essa briga d meu ditador é melhor q o seu… ou então a briga a URSS é melhor q os EUA e vice versa! Não adianta vc colocar em letras grandes o objetivo do texto! Pq parece q o povo não entende!

  58. Felipe Maddu disse:

    #42 vc tá certo! Eu acho que o Denis tá de boa andando de bike na califa haaaa Califaaa
    Cansei de política!! Podia falar sobre os índios, outra cultura, música, nada de esquerdaXdireita e etc…

  59. Felipe Maddu disse:

    Já que o Denis não está aqui pra se defender:
    MANU, que que vc sabe de ditadura/ciência política, nunca ouvir falar de vc, pensei que fosse não sei, não sei nada sobre você haeuhaeu Acho que ela pensou que tú fosse Bellotto-grande cara-.

  60. Marina disse:

    Recentemente voltou a circular o comercial do “transparênciabrasil”. Sempre fui do tipo que aplaude de pé essas iniciativas, mas fiquei pensando… que país de tolos! Com tantos atos secretos e ministros que negam as afirmações de técnicos, como acreditar em qualquer coisa como um mero… site!

    Gostaria muito que alguém provasse que estou redondamente enganada e que o Brasil realmente caminha para a estrada da transparência dos atos públicos e da democracia DE FATO, mas a cada dia fica mais difícil.

  61. Danielle disse:

    Denis, acabamos de assistir o filme Missing, de Costa-Gravas, agora mesmo (esta em partes no Youtube), com legendas em ingles (quando assisti a primeira vez foi dublado, nao reparei na cena). Tem uma cena, em que o Jack Lemmon e a Sissy Spacey estao conversando com um amigo do marido, durante as investigacoes que estao fazendo, e o cara se lembra da prisao dele com mais um segundo amigo. Na cena aparece um oficial a paisana dando ordens em PORTUGUES, e logo depois que ele se lembra da cena, ele comenta que haviam brasileiros envolvidos. So que o filme eh uma historia real, nao baseado, e sim real, somente os nomes estao trocados. Nao me lembro disso aparecer na versao dublada em portugues.

  62. Marcio MM disse:

    Caro Mario Arone
    Você deve ter observado que o denis não se pronunciou diante ao meu comentário. Por que será???

    Meu amigo, assim como você, os brasileiros também não tem acesso a algumas informações, e tão pouco, viajam pelo Brasil. Estive recentemente em uma cidade no interior do amazonas realizando uma pesquisa, e o que pude observar e que não é apenas “estórias”, digo, histórias como mencionaste.
    Os Americanos estão sim, baseados na Amazônia e não estão realizando nenhum tipo cursinho como disseste, e sim, protegendo algo de valioso de interesse deles.

    Não sejas apenas mais um brasileiro na multidão, leia mais, e pesquise sobre o assunto. Os EUA já estão aqui no continente, digo, na América do Sul sim, leia sobre as bases situadas em nossos vizinhos.

    Para seu governo, as riquezas da Amazônia é muito mais além do que a simples floresta, estamos falando de algo em torno de trilhões de dólores ou muito mais, sem contar as reservas de hidrocarbonetos, muito maior do que a do pré-sal. Meu caro amigo, tantas fraudes, roubos, desfalques nos cofres públicos e o país ainda não quebrou???
    Francamente amigo, vá estudar um pouco de Geografia Econômica antes de palpitecos sobre o que não dominas, saia da multidão e LUTE PELO TEU PAÍS, DESCUBRA O QUE OS POLÍTICOS E A MÍDIA, não divulgam.
    FORTE ABRAÇO

  63. antonio disse:

    Como e onde adiquirir o filme Missin de Costa Gavras?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: